Make your own free website on Tripod.com

Estudo confirma que redução do consumo de sal baixa pressão sangüínea

Fonte - CNN - 4 de janeiro, 2001

CNN -- Reduzir o consumo de sal baixa a pressão sangüínea muito mais do que se imaginava, mostrou um estudo publicado pelo New England Journal of Medicine, uma das mais importantes publicações na área de saúde. As diferenças atestadas nos estudo são tão grandes, dizem os pesquisadores, que algumas pessoas com hipertensão podem até deixar de usar medicamentos se apenas reduzirem a quantidade de sal consumida diariamente. 

Se seguirem uma dieta com pouca gordura, o resultado será ainda melhor.

"Isso é uma grande descoberta. Ficamos surpresos com essas informações", afirmou o dr. Frank Sacks, o principal autor do estudo e professor associado na Escola de Medicina de Harvard.

Os pesquisadores em Harvard e no NHLBI, que faz parte dos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos, monitoraram o que acontece com a pressão sangüínea quando as pessoas seguem diferentes tipos de dietas com diferentes quantidades de sal.

Os 412 participantes do estudo foram aleatoriamente orientados a seguir um tipo específico de dieta norte-americana ou a dieta específica para hipertensos, que é rica em frutas, vegetais, laticínios com baixo índice de gordura e que tem pouca carne vermelha e poucos doces.

Os participantes seguiram suas dietas durante 30 dias para cada um dos níveis de sódio (sal): 3.300 miligramas por dia, a média norte-americana; 2.400 miligramas por dia, o máximo recomendado pela Associação Nacional Cardíaca e pelo Programa Educacional Nacional de Alta Pressão Sangüínea; e 1.500 miligramas por dia.

Cerca de 41 por cento dos participantes eram hipertensos, e os demais tinham pressão normal (14/9) ou pouco acima do normal.

Quando os participantes com pressão normal reduziram a quantidade de sódio em sua dieta mas continuaram consumindo alimentos gordurosos normalmente, a pressão sangüínea sistólica (o número mais alto) caiu 0,67. Quando experimentaram a dieta com menos gordura sem alterar a quantidade de sal, a pressão caiu 0,3. Quando combinaram as duas dietas, a pressão caiu 0,71.

Quando as pessoas com pressão alta experimentaram as dietas, os resultados foram ainda mais impressionantes. Somente a redução do sódio baixou a pressão sangüínea em 0,83, enquanto a dieta de pouca gordura provocou uma redução de 0,5 na pressão. Combinadas as dietas, a queda foi de 1,15.

Os medicamentos de controle costumam baixar a pressão em 0,9.

Essas mudanças evitariam que as pessoas tivesse problemas como enfartes e derrames quando chegassem a uma idade mais avançadas, afirma Sacks.

"É impressionante o benefício à saúde pública que as pessoas fariam se adotassem essas mudanças".

Outras Pesquisas

Principal