Make your own free website on Tripod.com

Flúor - reduz cáries e fraturas

Os estudos revelam, o flúor reduz cáries e fraturas, mas produzem dentes descolorados

Original em - CNN - 6 de outubro, 2000 às 2:06 PM hora de Nova York (1806 GMT)

LONDRES -- A adição de flúor na água de abastecimento pode ajudar não só a reduzir a incidência de cárie dentária, como também o risco de as mulheres terem ossos quebradiços, de acordo com dois estudos divulgados nesta sexta-feira.Pesquisadores norte-americanos descobriram que as mulheres que beberam água com flúor por um período longo apresentam uma densidade óssea maior na bacia e na coluna, de acordo com pesquisa da Oregon Health Services University, publicada no British Medical Journal.

A densidade mineral nos ossos significa que as mulheres, quando idosas, estão sujeitas a um risco 31 por cento menor de fraturar a bacia e de 27 por cento de fraturar uma vértebra.

"Nossos resultados mostram que uma exposição de longo prazo à água fluorada pode reduzir o risco de fraturas na bacia e na vértebra em mulheres brancas idosas," disse o estudo que abrangeu 9.704 mulheres com idades acima de 65 anos.

Por outro lado, um estudo realizado pelo Centre for Reviews and Dissemination do sistema de saúde britânico, em York, confirmou que a água fluorada ajudou a combater a cárie dentária. Mas, por outro lado, aumentou a incidência de fluorose, que causa dentes descolorados.

O estudo registrou a redução, em média de 15 por cento, da incidência de cárie dentária entre as crianças moradoras de áreas abastecidas com água fluorada, em comparação com os moradores de outras áreas.

Por outro lado, revelou que com a água fluorada a um nível de uma parte por milhão, cerca de 12,5 por cento das pessoas abastecidas sofrem de fluorose.

Ainda segundo o estudo britânico, não foi encontrada nenhuma associação entre água fluorada e câncer, fraturas ósseas ou síndrome de Down.

As autoridades britânicas elogiaram os resultados do estudo e disseram buscar mais pesquisas que fortaleçam a evidência antes de ordenar a adição do flúor, medida questionada por grupos de ambientalistas.

A primeira cidade a adicionar flúor à água de abastecimento foi Grand Rapids, em Michigan, nos Estados Unidos, em 1945, segundo a agência de notícias Reuters.

Depois que ficou provado que a água tratada reduziu a incidência de cáries dentárias, a medida se alastrou. Atualmente, o número de pessoas que bebem água com flúor é calculado em 300 milhões, em todo o mundo.

Outras Pesquisas

Principal