Make your own free website on Tripod.com

Efeito estufa

A maior geleira de Europa, localizada no sul da Islândia, está a ponto de desaparecer por causa do aumento das temperaturas, afirmam especialistas.

A maior geleira da Europa está derretendo

Original em - CNN - 23 de outubro, 2000

GLASGOW (CNN) -- A enorme montanha de gelo de Vatnajokull, que cobre uma área de aproximadamente 8.100 metros quadrados, é formada por várias geleiras menores, a principal delas é a de Breidamerkurjokull, com cerca de 22 quilômetros de extensão.

À medida que o bloco de gelo derrete, milhares de acres de terras férteis, até então cobertas pela geleira, são novamente expostas.

No entanto, os cientistas dizem que esse fenômeno não é causado pelo aquecimento da Terra e pelo aumento da buraco na camada de ozônio, ao contrário, seria um fenômeno natural.

"Não se trata de uma situação causada pelo homem. A geleira está derretendo e se afastando da costa da Islândia, porque avançou em direção ao território durante a chamada Pequena Era Glacial", disse o professor do Departamento de Geografia e Topografia da Universidade de Glasgow, David Evans, em entrevista à CNN.

Ele explica que, apesar do aumento das temperaturas nas últimas décadas, o clima já era relativamente quente na região, antes dessa Pequena Era Glacial.

Desde 1903, os cientistas estudam a Breidamerkurjokull e já realizaram três pesquisas, em 1945, 1965 e 1998, para monitorar o desaparecimento da enorme massa de gelo flutuante.

"Nós calculamos que levará de cinco a 10 anos até a geleira derreter e quebra-se em milhares de pequenos icebergs", acrescentou ele.

Evans conta que há 300 anos as terras ao redor da Breidamerkurjokull, ainda não estavam cobertas pelo gelo e eram usadas para a agricultura pela população local.

Mas, nas primeiras décadas do século XVIII, a clima se tornou cada vez mais frio na região, os rios congelaram e enormes blocos de gelo foram surgindo em Vatnajokull, entre eles a geleira de Breidamerkurjokull, cobrindo pastagens e terras.

"A Pequena Era Glacial durou cerca de 200 anos, atingindo o seu ápice, na Islândia, em 1890, quando Breidamerkurjokull chegou muito próximo do mar", explicou Evans.

"Essa era acabou e nos últimos 100 anos a temperatura tem subido na região. Com isso, a geleira está derretendo e encolhendo", disse ele.

"O que nós estamos vendo agora tem mais relação com uma evolução natural do que com o problema do aumento do aquecimento da Terra, causado pelo homem.

De fato, sabemos que, em teoria, o clima tem que ficar mais quente antes de uma nova era glacial começar", disse Evans, acrescentando que, teoricamente, um nova Pequena Era Glacial estaria por vir, mas não agora.

Outras Pesquisas

Principal