Make your own free website on Tripod.com
Notícias Atuais
Pesquisas
Principal

 

visitas desde 10/outubro/2001

Notícia de 01 de fevereiro de 2001

Greenpeace vai rastrear rota de navio com material nuclear

Organização ambientalistas enviará embarcação para acompanhar navio inglês durante passagem pela América do Sul

Fonte - www.estadao.com.br

São Paulo - O Greenpeace anunciou que enviará uma embarcação, com tripulação formada por brasileiros, argentinos e chilenos, para rastrear a rota do navio de bandeira inglesa que transporta uma carga recorde de material nuclear da França para o Japão, passando pelo Cabo de Horn, na América do Sul. A organização ambientalista quer tornar pública a rota do navio, evitando que entre na Zona Econômica Exclusiva das 200 milhas da Argentina e do Chile.

O carregamento nuclear, que deixou a França em dezembro passado com 192 blocos de um sub-produto do plutônio utilizado no Japão e enviado para reprocessamento em uma fábrica francesa, foi condenado, através de nota oficial, dia 21 de dezembro, pelos governos do Brasil, Uruguai, Chile e Argentina. No dia 29 do mesmo mês, o ministro das Relações Exteriores do Chile disse, em cadeia nacional, que o navio não deveria ultrapassar a Zona Econômica Exclusiva do país.

"Não queremos que esse navio passe pela costa da América do Sul. Esse transporte é perigoso e, como os países do Caribe não querem mais a passagem desse tipo de carga, a navegação pelo Cabo de Horn poderá se cristalizar como rota preferencial de futuros carregamentos", disse Rui de Góes, da campanha anti-nuclear do Greenpeace.

Substâncias tóxicas

Um outro navio do Greenpeace, o MV Artic Sunrise, depois de passar pelo Chile e Argentina, encontra-se na costa brasileira em uma campanha contra os resíduos tóxicos industriais. O navio permaneceu em Porto Alegre de 3 a 8 de janeiro, onde ativistas da organização denunciaram contaminação por ascarel na siderúrgica Gerdau. Quinta-feira próxima, a embarcação deverá estar atracando em Santos, onde são esperadas novas manifestações.