Make your own free website on Tripod.com
Notícias Atuais
Pesquisas
Principal

 

visitas desde 10/outubro/2001

Notícia de 05 de junho de 2000

Cientistas tentam isolar bactéria associada a mortes de viciados

Fonte - Terra

Cientistas escoceses anunciaram nesta sexta-feira que estão prestes a isolar uma bactéria, apontada como a causadora da morte dolorosa de 30 usuários de heroína na Grã-Bretanha e na Irlanda nas últimas seis semanas.Consumidores de heroína na Escócia, Irlanda e Inglaterra vêm sendo vítimas de uma doença misteriosa que provoca muita dor e é resistente a antibióticos fortíssimos. "Nós acreditamos que uma bactéria da família da clostridia foi adicionada à heroína.
Os vírus são encontrados na poeira ou sujeira e resistem ao calor e ao ácido. Se encontrados na heroína, podem sobreviver por muito tempo", disse Laurence Gruer, da Comissão de Saúde de Greater Glasgow. Gruer coordena as investigações sobre as mortes. No mês passado, autoridades irlandesas e da Escócia pediram ajuda ao Centro para Controle de Doenças dos EUA, em Atlanta, para tentar identificar a causa da doença depois que usuários da droga morreram em Dublin e Glasgow. As autoridades sanitárias disseram que os usuários de drogas intravenosas afetados haviam injetado a heroína no músculo, onde a infecção se desenvolve, toxinas se espalham por todo o organismo, atacando órgãos vitais. Cientistas informaram que, se for injetada na veia, a bactéria pode se espalhar pela corrente sangüínea. Eles fizeram um alerta aos usuários para que fumem a droga, em vez de injetá-la. Uma vez que casos similares foram registrados no sul da Inglaterra e em outros locais da Europa, as autoridades vêm suspeitando que a droga está sendo adulterada.